Crianças Agressivas

crianças agressivasEssas crianças estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia.

Como coordenadora quando recebo ou percebo crianças assim, o primeiro passo é conhecer a família, saber o porquê desse comportamento, na maioria das vezes é resultado do que a criança vive ou presencia. Às vezes uma criança briga ou morde, pois brinca assim com os irmãos e pais, existem casos mais críticos que é quando a criança convive com a violência, álcool e drogas. Para essa investigação é necessário que a escola-professora, coordenação e psicóloga façam o acompanhamento dessas crianças com o objetivo de mudar este comportamento agressivo.

A agressividade pode se dar também por falta de limites, muitas vezes a criança não aceita ser contrariada ou ouvir a palavra “não”. Isso dificulta a sua adaptação na escola, onde ela encontra regras, segue uma rotina e é obrigada a socializar com outras crianças. Eu disse difícil não impossível!

Outro dia lendo uma matéria onde aconselhavam os pais a procurarem por um psiquiatra. Eu não concordo! Essa deve ser uma última alternativa.

Eu tive uma criança (em uma escola que coordenei) que tomava medicamentos com tarjas. O mesmo ficava sentadinho, não respondendo as atividades e também não interagindo com as outras crianças. Um dia a professora me chamou para mostrar que essa criança não conseguia se alimentar, pois estava muito sonolenta. Logo, chamei a mãe relatei o fato e pedi para que ela procurasse o médico, ela me respondeu: professora se ele não tomar o remédio ele fica agressivo, bate nos colegas e na professora, eu preciso trabalhar não tenho com quem deixar.

Eu sei que esta é a realidade de muitas famílias, mas como educadora falei para essa mãe que preferia ter uma criança que precisasse de mais atenção do que uma criança apática. Essa criança tinha apenas 4 anos.

Caras leitoras escolham bem o lugar irão deixar seu filho e não esqueçam medicamento só depois de serem trabalhadas todas as alternativas. Com carinho, amor e o trabalho da escola em parceria com a família é possível conseguir um resultado satisfatório.

 Abraços, até o próximo mês!

 Viglaides de Fatima Brião

2 pensamentos sobre “Crianças Agressivas

  1. Concordo! Psiquiatra e remédio como última alternativa! Ótimo post! Bjs*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s